1 de abr de 2012

Pedindo licença: Homenagem aos mestres

Para aqueles que não estão presentes em minha Colação de Grau que está acontecendo neste momento.
------------------------------------------------------

“Os professores ideais são os que se fazem de pontes que convidam os alunos a atravessar, e depois, tendo facilitado a travessia, desmoronam-se com prazer, encorajando-os a criarem suas próprias pontes”.
Nikos Kazantzakis

         Por mais que tenha buscado, não encontrei melhor frase para sintetizar o que vocês fizeram por nós.
         Há muitos que contentam-se em serem apenas professores, mas vocês são mestres. E como se não bastasse, tornam-se amigos. Há alguns que vão ainda mais adiante, tornam-se pais, mães, ou aquela tia confidente que está sempre pronta a nos aconselhar.
         Muito mais do que aulas abrangendo as áreas do conhecimento, ao longo de todos esses anos, cada dia trazia uma nova lição de vida para jamais ser ignorada ou esquecida. E por essas lições devemos agradecer incondicionalmente.
         Àqueles que não me conhecem, eu me chamo Bruna, tenho 17 anos, dos quais os últimos 7 passei na Escola Estadual Jardim Iguatemi. Estou no primeiro semestre da faculdade, comecei meu tão desejado curso de teatro, e estes são apenas os primeiros itens de uma extensa lista de planos a médio e longo prazo.
         E o que me faz ter certeza de que vou alcançar todos os meus objetivos? É que durante boa parte da minha vida, pessoas dotadas de muita vocação e pouco apreço por sua sanidade mental me disseram que eu iria realizar todos os meus sonhos. E eu acredito nelas.
         Essas pessoas foram as pontes que me ajudaram a chegar aqui. Elas me ensinaram, e hoje, a cada dia eu construo novas pontes.
         Mas peço que, por favor, não desmoronem-se ainda, pois há muitos que precisam de vocês atravessar. Os ajudem assim como fizeram conosco, acreditem, foi um belo trabalho. Os encorajem a criarem suas pontes.